Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

100 Borboletas no estômago

100 Borboletas no estômago

Dom | 22.03.20

100 rumo

Tânia Garcia

Porque quem cala consente...

Quantas vezes nos sentimos presas na nossa própria existência?

Que andamos a sobreviver, em vez de viver?

Quantas de nós acordam e nem vontade têm para encarar a luz que nos espreita pela janela?

Somos moldadas desde pequenas para agradar.

Temos de ser cegas, surdas e mudas, para não "chatear" ninguém.

Tiram-nos a própria voz para sermos "boas meninas".

Para essas pessoas tenho apenas uma coisinha a escrever: .!.

Sou muito mais do que me têm em conta.

Sou muito mais do que os outros esperam de mim.

Não tenho de provar nada a ninguém.

Sou eu que comando a minha vida e não o sonho como diz Fernando Pessoa.

Eu realizo os meus sonhos com os pés assentes no chão e o coração a pulular para lá da razão.

Sou aquilo em que acredito.

Não sou um rótulo da sociedade.

Talvez por isso continue a caminhar com a companhia de poucos.

Prefiro viver assim...

Leve, livre e feliz.

E vá um pouco destrambelhada também 