Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

100 Borboletas no estômago

100 Borboletas no estômago

Dom | 22.03.20

Contagem decrescente para a vida

Tânia Garcia

Todos os caminhos vão dar a nós. 
Podemos serpentear pela estrada do destino vezes sem conta, mas no fim tudo se resume a isso. 
Escolhemos todos os trajectos, preparamos a bagagem, mas ficamos sempre com a sensação que falta algo.
O que falta é simples...
Falta viver a vida sem pressa, viver a vida sem horários, tão descontraída quanto possível. 
Nem sempre temos disponibilidade para isso, ficamos presos nos ponteiros do relógio e vamos deixando o tempo passar à espera que a vida mude.
E eis que chega a altura das férias. 
Chega a altura dos cabelos desalinhados,  dos sorrisos leves, dos dias intermináveis,  de contar estórias e histórias dos bons momentos, relembrar a infância e a adolescência onde tudo era arco íris e purpurinas. 
Vivemos um ano inteiro para estes 15 dias de descanso.
Bebemos aquele copo de vinho com a amiga marcado há meses, senão anos.
Falamos com tempo, sem pressa para tratar das coisas para o dia seguinte.
Tudo muda. A terra passa a girar com menos veemência. E vamos vivendo cada momento saboreando-o como uma taça de gelado com topping.
São estes dias que fazem falta todos os meses, são esses dias que nos fazem ver que vale a pena andar por aqui durante os anos que nos forem possíveis. 
São esses dias que irão deixar saudades quando já não tivermos forças para agarrar na caneta da saudade e escrever mais um capítulo da nossa jornada. 
Até lá vamos aproveitando enquanto a tinta não seca e a folha não envelhece.

Boas férias!


tumblr_static_1ewytul7oa804o0o4gcc0kcs8_640_v2.gif