Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

100 Borboletas no estômago

100 Borboletas no estômago

Qua | 22.04.20

Dia 36 e 37

Tânia Garcia

• Dia 36 e 37

Os dois juntos são a coisinha mais chata que existe.
Passo o dia com os decibéis no alto.
Ela está constantemente a "picá-lo", como boa irmã mais velha que é.
Ele apesar de se irritar com ela, não a larga.
É quase como reviver o clássico Tom and Jerry, mas na 1° pessoa.
A mãe é a zona neutra.
Onde ora um ora outro recorre para repor a justiça e a calma.
Nem que seja por 5 seg.
Tenho cá para mim que daqui a uns anitos serão unidos e cúmplices um do outro para esconder coisas à mãe.
Enquanto têm essa ingenuidade infantil, é deixá-los chatearem-se por tudo e por nada.
Quem me dera ter a idade dela outra vez.
Estes dias de clausura também não ajudam.
Não há escape para a liberdade.
Neste momento a rotina é estar 24h por dia, num T2 e tentarmos acabar o isolamento sem baixas a registar. 😂
Tem dias que apetece largar tudo da mão, pegar no carro e ir até beira rio.
Mas depois penso neles e no quão injusto seria privá-los disso e eu lambuzar-me de UV.
Resta-me as idas ao supermercado a 20 km/h
para aproveitar a saída. 😉
Juro que nunca conduzi tão devagar na minha vida. 😂
Um dia junto todos os pedacinhos desta história que conto todos os dias e sento-me no quentinho com os meus netos a contá-la com o entusiasmo de uma sobrevivente.
Somos muito mais que meras palavras escritas, seja no papel ou em redes socias.
Não somos estatística.
Somos gente de fibra que luta por dias menos cinzentos, num mundo com um cenário negro.
Fiquem em casa.
Cuidem-se.
Até amanhã! ❤🍀

IMG_20200421_223553_030.jpg