Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

100 Borboletas no estômago

100 Borboletas no estômago

Qui | 24.09.20

O(t)vários

Tânia Garcia

Confesso que ainda não tive psicológico para escrever este post.

Andei uma semana a ganhar coragem.

Há temas que me revolvem os fígados.

Então segundo consta um militante do partido Chega, um calhau com 2 olhos e com ausência de massa encefálica, num momento de diarreia mental, decidiu propor, para votação, uma moção que ataca, viola e esventra todos os direitos humanos e à liberdade que possam existir. 

Eu, enquanto mulher, cidadã, mãe, trabalhadora, sinto-me ofendida em todos os aspectos e mais alguns.

E não sei o que é pior, se é haver um filho da puta que tem esta ideia de merda, ou se é haver mais 38 filhos da puta iguais a ele que aprovaram.

A moção, essa, foi chumbada, mas o primeiro passo está dado meus amigos.

São estas migalhas que vão caindo aqui e ali aos poucos que fazem com que sejamos perseguidos, humilhados e massacrados, como a história já nos ensinou.

É anti constitucional e só de ter chegado à frente e ter sido escrito e dito faz com que todo o sacrifício feito ao longo da humanidade, seja atirado à parede.

Os ovários são meus, a responsabilidade é minha, o corpo é meu, as decisões são minhas e quero é que todos os militantes fascistas e machistas que pensam que podem ter direitos sobre o meu corpo se fodam com um F bem grande. 

Podem esvaziar os vossos tomates, tendo eu a certeza que um aborto por parte das progenitoras desses senhores, tinha evitado muita coisa.

E para os defensores do Chega:

Definição de fascismo:

Uma estética política usando simbolismo romântico, mobilização em massa, visão positiva da violência, promoção da masculinidade e da juventude e liderança carismática.

2803f59fcb39b840487e9bac8f0279c6--post-it-diy-t-sh

*imagem retirada do Pinterest