Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

100 Borboletas no estômago

100 Borboletas no estômago

Dom | 22.03.20

Vai onde te leva o coração

Tânia Garcia

Ontem quando fui descansar a cabeça para o mundo dos sonhos tinha uma nuvem de saudade no peito.
Saudade dos tempos que não voltam. Saudades de quem já partiu. 
Não sou saudosista por natureza.
Não sou de viver no passado.
Prezo o presente e anseio o futuro sempre na esperança de um mundo melhor para todos nós. 
Hoje acordei com a determinação de fazer mais e melhor.
Tenho orgulho em ser mulher e no que me tornei com a persistência de quem sobe os degraus da vida um a um.
Com alguma dificuldade motora pelo meio,  mas sem desistências ou desculpas.
Não suporto desculpas ou lamentos.
Queres? Faz!
Luta e terás tudo aquilo a que te propões.
Nunca nada é imediato.
Afinal a vida não é cor de rosa, princesa!
Em cada passo fica a pegada do conhecimento e da experiência. 
Amo a instabilidade do respirar.
Não temos nada garantido e é isso que dá uma pica do caraças. 
Hoje dou os beijos que posso não dar amanhã. 
Hoje vou viver de acordo com os meus padrões de segurança para chegar ao fim do dia livre de energias negativas.
O que for por bem pode vir que abro a porta da felicidade. 
Nesta tempestade de afetos respiro pela última vez e espero que amanhã possa ter a tranquilidade de um dia feliz.